Publicidade


Benazzi terá a volta de 3 jogadores

Além dos jogadores que cumpriram suspensão, o volante Uelliton e o meia Lúcio Flávio, o atacante Marquinhos provavelmente será liberado pelo departamento físico.

Quem não terá condições de voltar ao time é o zagueiro Alison, ainda sentindo dores no joelho (sofre de tendinite patelar).

A delegação rubro-negra desembarcou por volta das 15 horas em Salvador e os jogadores do Aeroporto Luís Eduardo Magalhães seguiram para o Centro de Treinamento Manoel Pontes Tanajura.

Quem jogou os 90 minutos realizou uma atividade na academia de musculação. Os que ficaram na reserva e mais Neto, Xuxa e Felipe, que entraram no decorrer da partida contra a Portuguesa, participaram de um treinamento de posse de bola em campo reduzido, debaixo de chuva.

O meia Geovanni voltou de São Paulo com um discreto derrame no joelho devido a uma pancada e fez tratamento com o fisioterapeuta Clício Alves. O médico Rodrigo Vasco da Gama, que viajou com o time, disse que o jogador não é dúvida para a partida com o Náutico.

Nesta quinta-feira, o time volta a treinar à tarde, no CT Manoel Pontes Tanajura, e conclui sexta-feira, pela manhã, a preparação para o jogo de sábado. A concentração começará na sexta-feira.

Confiança

O treinador Vagner Benazzi atendeu à imprensa n o desembarque e falou com confiança sobre a possibilidade de o Vitória chegar entre os quatro primeiros.

“Eu disse que faltavam nove jogos e que podíamos perder duas. Hoje faltam sete e podemos perder uma. A gente não pode ter um resultado negativo contra o Náutico”.

Com a derrota para a Portuguesa, o Vitória está na nona colocação, com seis pontos do quarto colocado, o Americana.

Benazzi voltou a lamentar as chances desperdiçadas pelo rubro-negro na derrota de terça-feira. “Repito: nós criamos para ganhar o jogo. Foi isso o que eu vi em campo. Nós saímos na frente e bobeamos. Agora é pensar no Náutico, um jogo que temos obrigação de vencer”.