Benazzi faz mistério sobre time

Precisando vencer para começar a alavancar a campanha rumo à primeira divisão em 2012, o Vitória recebe a Ponte Preta, vice-líder do Brasileiro da Série B, nesta terça-feira, às 20h30, no Estádio Manoel Barradas.

Ocupando a oitava colocação, com 36 pontos ganhos, o rubro-negro está a sete pontos do G4. No primeiro turno,  o jogo terminou empatado em 0 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Sem o goleiro Fernando Leal, com três cartões amarelos, o time perdeu também o volante Preto, que apresenta uma contusão no tornozelo esquerdo.

No gol, o substituto será Douglas, titular nos dois primeiros jogos do Brasileiro. O substituto de Preto é uma icógnita. O técnico Vagner Benazzi concentrou o recém-contratado Charles Vagner e tem à disposição Zé Luís, que cumpriu suspensão diante do Sport, em Recife.

“Vou deixar o adversário tentar advinhar e usar isso como um recurso para na partida ter algum proveito”, respondeu Benazzi quando indagado sobre a escalação do time.

Benazzi concentrou os jogadores no domingo, à noite, e além da conversa em grupo, tem falado individualmente com alguns, para elevar po auto-estima do time.

“Temos que pensar na vitória e o grupo teve uma reação boa. Ouvi alguns jogadores individualmente e esles estão com a cabeça de fazer um bom jogo e recuperar a má partida que tivemos. Essa má parrtida não é do Vitória  só,  acontece com todo mundo, acontece com ao maiorees e com os menores”, comenta.

O treinador faz um apelo ao torcedor para apoiar o time nesse momento . “O problema nosso é chegar no encaixe. Na hora que a gente encaixar três resultados (vitórias) seguidos acho que gente pode ter uma oportunidade de chegar entre os quatro. Mas antes de acontecer isso nós precisamos do apoio do torcedor, mesmo depois de uma derrota dessa”.

Vinte e três jogadores estavam relacionados para a partida e com o veto de Preto (contusão no tornozelo) e Neto Coruja (se queixa de uma dor na coxa), ficaram 21 na chácara Vidigal Guimarães.

Rachão – O dois toques- desta segunda-feira foi disputadíssimo e com direito a “Inacreditável FC”: o preparador físico Alex  Fernandes chutou a bola por cima do travessão quase em cima da linha e com o gol vazio.

O placar foi 4 a 4. O time laranja abriu 2 a 0 com Alison, permitiu o empate do preto – gols de Léo Fortunato e Marquinhos -, ficou atrás do placar com o gol de Marcelo, e reagiu com dois gols de Uelliton. No minuto final, Lúcio Flávio salvou a derrota.