Bahia x Figueirense – Tricolor quer encerrar jejum

O Bahia recebe o Figueirense neste domingo, às 18h30, no Estádio Pituaçu, em Salvador, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Ambos os times estão em jejum de vitórias, sendo que o Tricolor baiano não vence há seis rodadas, enquanto o time catarinense está há cinco jogos sem saber o que é conquistar os três pontos.

O Bahia é o primeiro fora da zona de rebaixamento, ocupando a 16ª posição com 12 pontos, mas com três jogos a mais que o primeiro da zona de rebaixamento, o Santos. Por outro lado, o Figueirense está na 10ª posição, com 16 pontos, uma situação que é estável só aparentemente.

Jóbson falta a treino, mas promete arrebentar!

O Bahia passou por apuros nesta semana. A estrela do time, o atacante Jobson, faltou no treino de quinta-feira e, por seu histórico de indisciplinas em outros clubes, a diretoria decidiu multá-lo já que não teria recebido justificativa pela falta.

Entretanto, o atacante garante que justificou, informando Miguel Batista, encarregado de supervisão, que tinha um problema pessoal. A esposa do atacante, grávida de quatro meses, está com uma gravidez de risco e pode perder o filho a qualquer momento. Mesmo assim, Jóbson vai para o jogo.

Renê Simões admitiu que ficou aborrecido com o jogador, mas que depois viu que é coisa séria, que eram duas vidas em jogo. Além disso, o treinador ouviu de Jobson a frase “fique tranquilo, vou arrebentar no jogo” e quer passar confiança ao atacante para que ele, de fato, arrebente.

A novidade no time do Bahia deve ser a volta do volante Diones, que está recuperado de uma lesão. Quem não enfrenta o Figueirense é o meia Lulinha, que está suspenso. No resto do time, nenhuma mudança radical deve ser feita e Renê Simões deverá entrar com o que tem de melhor. O treinador sofreu críticas do presidente do Bahia que teria criticado o não aproveitamento do meia Ricardinho como titular. Mesmo assim, Ricardinho começará a partida no banco de novo.

Figueirense terá de se preocupar com ex-atacante
Recentemente contratado pelo Bahia, o atacante Reinaldo estava jogando pelo Figueirense e agradando. A mudança de time do veterano jogador, calhou em um reencontro antes do esperado entre atleta e clube. Agora, os zagueiros e goleiro do Figueirense que conhecem Reinaldo muito bem, terão de ter atenção redobrada para não vacilar.

O Figueirense começou o Campeonato Brasileiro arrebentando, mas caiu de produção e não vence há cinco partidas. A situação é desesperador e o treinador Jorginho já começou a ser questionado. Por isso, trabalhou durante a semana para tentar recuperar o ânimo do elenco e voltar à boa campanha.

O clube ainda ocupa a décima colocação, uma posição intermediária, mas pelo bom começo de campeonato, tornou-se insuficiente e os torcedores querem mais. Por isso, algumas mudanças em relação ao time que perdeu dentro de casa para o Palmeiras serão feitas. Wilson Pittoni, que estava suspenso, volta ao time. O meia Elias (foto), ex-Atlético Goianiense e Bahia, fará sua estreia como titular do Figueira, no lugar de Héber. Com isso, Aloísio ficará sozinho na frente, com Elias e Fernandes encostando no atacante.

Local
Estádio Pituaçu, em Salvador

Árbitro
Luiz Flávio de Oliveira-SP

Assistentes
João B. Nobre Chaves-SP e Herman Brumel Vani-SP

Bahia

Marcelo Lomba;
Marcos, Titi, Paulo Miranda e Ávine;
Fabinho, Diones, Fahel e Carlos Alberto;
Jobson e Reinaldo.

Técnico: Renê Simões

Figueirense

Wilson;
Coutinho, João Paulo, Edson Silva e Juninho;
Ygor, Túlio, Wilson Pittoni, Fernandes e Elias;
Aloísio.

Técnico: Jorginho