Publicidade


Bahia vence Macaé na Fonte Nova e volta ao G-4

Um placar apertado, mas importante. Na Fonte Nova, o Bahia venceu o Macaé por um suado 1 a 0, gol de Jaílton, e voltou ao G-4 da Série B. O resultado levou o time aos 41 pontos, mesmo número do Vitória, terceiro colocado. Já o Macaé permanece na 14ª posição, com 28 pontos, quatro acima da zona de rebaixamento.
Na próxima rodada, o Bahia recebe o Bragantino na Fonte Nova, sexta-feira, às 19h. O Macaé, por sua vez, recebe no Moacyrzão, sábado, às 21h, o Criciúma.
O jogo
Mesmo em casa, o Bahia foi para cima do Macaé e só não abriu o placar no início da partida graças ao goleiro Rafael. Com 13 minutos, Maxi recebeu na área de Cicinho e chutou cruzado, pelo lado direito. O goleiro salvou e, no rebote, a zaga do Macaé afastou.
O Bahia era bem superior na partida, pressionando o time o tempo todo. O Macaé, precavido, tentava se segurar na defesa e buscar contra-ataques. Aos 26 minutos, Kieza perdeu grande chance de cabeça, dentro da área, quando mandou para fora.

O Macaé só teve a primeira chance com 37 minutos do primeiro tempo, em cobrança de escanteio. Gedeil subiu mais do que a zaga do Bahia e tocou de cabeça, mas a bola passou por cima da meta. E o primeiro tempo chegou ao fim.

Na segunda etapa, o Macaé teve boa chance logo de saída, com apenas um minuto, mas Pipico, de cabeça, perdeu boa chance. Douglas Pires fez a defesa. O Bahia, então, voltoua ter o comando da partida. E logo chegou ao gol. Aos seis minutos da etapa final, em jogada muito confusa.

Em cobrança de escanteio na área, Jaílton furou a cabeçada, a zaga afastou, Kieza tentou o chute, o goleiro rebateu e, de cabeça, Jaílton conseguiu tocar para o fundo da rede. 1 a 0. Parecia que o jogo ficaria fácil para o Bahia. Ledo engano.

Desesperado, o Macaé se lançou ao ataque como pôde e passou a pressionar. Aos 19 minutos, Pipico teve chance claríssima e empatar a partida, mas perdeu chance de cabeça na pequena área, mandando para fora. A pressão do time fluminense continuou na Fonte Nova. Aos 28 minutos, Juninho cruzou bola, que desviou na zaga e quase enganou o goleiro Douglas Pires.

No minuto seguinte, Douglas deu sequência à blitz do Macaé e mandou um petardo de longe para nova defesa de Douglas Pires. Então, o Bahia voltou a atacar. Primeiro em chute de Kieza, defendido por Rafael. Na sequência, Cicinho entrou pela direita e bateu forte para nova defesa de Rafael. Mas ficou por aí. Vitória suada e volta do Bahia ao G-4.

ESPN.com.br
Gazeta Press