Bahia perde para o São Paulo

O São Paulo esteve bem no primeiro tempo e apresentou um envolvente futebol. O time paulista abriu boa vantagem, mas não foi tão fácil. A primeira chance do Sampa foi aos dez minutos. Wellington arriscou o chute de fora da área, mas o goleiro Marcelo Lomba espalmou. No lance seguinte, Piris recebeu passe de Lucas, foi à linha de fundo e cruzou. Dagoberto, sozinho, chutou e manda pela linha de fundo.

Melhor em campo, o São Paulo tinha liberdade para tentar o gol. Aos 14, Dagoberto chutou forte de fora da área e a bola passou muito perto do gol de Lomba. O Bahia chegou pouco ao ataque e quando chegou pecou nas finalizações. Aos 24, Jóbson dominou no peito dentro da área e chutou forte, sem deixar a bola cair, mas ela foi por cima do gol do Tricolor.

O Tricolor teve a chance do gol aos 28 e não desperdiçou. Rogério Ceni cobra falta da entrada da área e Fahel colocou a mão na bola. O árbitro assinalou a penalidade máxima. Rogério Ceni cobrou forte no ângulo esquerdo e Lomba caiu para o lado direito: 1 a 0. Nas contas da Fifa, esse sim foi o gol de número 100 do maior goleiro artilheiro da história do futebol mundial.

O Bahia poderia ter empatado aos 31. Fahel, sozinho na pequena área, desviou de cabeça o cruzamento da esquerda e mandou por cima do gol do São Paulo. Dois minutos depois, Dagoberto recebeu em impedimento e mandou para dentro do gol. O árbitro anulou o lance e assinalou a irregularidade. Aos 42, Dagoberto recebeu pelo lado esquerdo e chutou colocado, mas a bola foi pela linha de fundo do Bahia.

Consolidando a vitória!
No segundo tempo, o São Paulo tratou de liquidar a vitória. Aos cinco minutos, Lucas aproveitou a falta de Titi e chutou forte para vencer o goleiro Marcelo Lomba e aumentar a vantagem do time paulista: 3 a 0. Na frente do placar, o Tricolor ficou em desvantagem numérica em campo após Ivan Piris receber seu segundo cartão amarelo e ser expulso de campo.

Com um jogador a menos, o São Paulo passou a se defender e atuar somente em contra-ataque. Aos 15, Ávine fez o cruzamento e Lulinha desviou de cabeça, mas o goleiro Rogério Ceni fez uma defesa espetacular e impediu o gol baiano. Aos 24, Jóbson chutou com força, a bola tomou um efeito impressionante e obrigou Rogério Ceni a fazer defesa em dois tempos para consolidar mais três pontos.

Próximos jogos!
Pela 15.ª rodada, os dois times voltam a campo no domingo, às 18h30. O São Paulo joga diante do Avaí, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis. Já o Bahia recebe o Atlético-GO, em Pituaçu, na cidade de Salvador.

Local
Morumbi, em São Paulo

Árbitro
Marcio Chagas da Silva (RS)

Assistentes
Marcelo Bertanha Barison (RS) e José A. Chaves Franco Filho (RS)

Renda
R$ 253.847,00
Público
11.262 pagantes

Cartões Amarelos
Bahia:Paulo Miranda, Fahel, Marcos, Lulinha

Cartões Vermelhos
São Paulo:Ivan Piris

Gols
São Paulo: Rogério Ceni 28′ 1T, Dagoberto 44′ 1T, Lucas 5′ 2T

São Paulo

Rogério Ceni;
Ivan Piris, Rhodolfo, Rodrigo Caio e Juan;
Denilson, Wellington, Carlinhos Paraíba (Cícero) e Rivaldo (Ilsinho);
Lucas e Dagoberto (Fernandinho).

Técnico: Adilson Batista

Bahia

Marcelo Lomba;
Marcos, Paulo Miranda, Titi e Ávine (Ávine);
Fahel, Fabinho, Diones (Ricardinho) e Lulinha;
Jóbson e Reinaldo (Júnior).

Técnico: René Simões