Bahia não passa de empate

Com um gol de estreante, o Figueirense conseguiu arrancar um empate com o Bahia, por 2 a 2, na tarde deste sábado, no estádio Pituaçu, em Salvador,pela 11ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e conseguiu se manter no G4 da competição.

O time de Santa Catarina permaneceu na terceira colocação, agora com 20 pontos, dois a frente do quinto colocado Paraná. Já o Bahia ficou em nono, com 17 pontos, três pontos do G4.

O jogo
As duas equipes entraram em campo com uma grande vontade de sair de campo com os três pontos. Logo no primeiro minuto, o time do Bahia tocou bem a bola pelo lado esquerdo e Rogerinho apareceu para finalizar, mas a bola acabou batendo na rede pelo lado de fora.

A resposta do Figueirense não demorou a acontecer e assustou a torcida do Bahia. Willian fez boa jogada individual pelo lado esquerdo, foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Fernandes, que livre de marcação na pequena área, chutar para fora, levando muito perigo à Renê.

Mesmo jogando fora de casa, o Bahia jogava nos contra-ataques já que quem mandava na partida era o Figueirense, que tinha um time mais bem postado dentro de campo. Em um lance de velocidade, o Tricolor quase conseguiu abrir o placar. Rogerinho, novamente, desta vez, de fora da área levou perigo ao goleiro Wilson.

Caminho era pela lateral
Aos 13 minutos, o Figueira conseguiu transformar sua superioridade em gol. Lucas recebeu pela direita e cruzou para Fernandes, que chutou de primeira, a bola desviou no zagueiro Nen e sobrou para o atacante Willian, apenas empurrar para o fundo das redes.

O Tricolor tentava equilibrar o marcador, mas a defesa do Figueirense levava vantagem na maioria dos lances. A principal jogada do Bahia era em chutes de fora da área, em um deles, Avine arriscou e a bola passou tirando tinta do poste esquerdo de Wilson.

Aos 30 minutos, em lance duvidoso, o Bahia chegou ao empate. Ananias invadiu a área e dividiu com Juninho dentro da área. O arbitro assinalou pênalti. Na cobrança, Rodrigo Gral foi para a bola, deslocou o goleiro Wilson e de perna direita, empatou a partida. Com o gol o Tricolor cresceu na partida, mas não conseguiu virar o marcador.

Segundo tempo
A segunda etapa começou movimentada. Os dois treinadores voltaram dos vestiários com alterações buscando dar mais ofensividade às suas equipes. Enquanto Renato Guacho, treinador do Bahia, tirou um lateral e colocou um atacante, Marcio Goiano, comandante do Figueirense, substituiu um meia por outro tentando dar mais fôlego à sua equipe.

As alterações surtiram efeito. Logo aos sete minutos, Roberto Firmino, que entrou no intervalo, enfiou boa bola para Reinaldo, que finalizou de primeira. O goleiro Renê impediu, com os pés, o gol do alvinegro.

Pelo lado baiano a alteração deu mais certo ainda. Aos 10 minutos, Jael foi derrubado na área pelo zagueiro João Filipi. Na cobrança, novamente, Rodrigo Gral foi para bola e virou o marcador, mas desta vez o atacante teve sorte, pois o goleiro Wilson acertou o canto só que a bola passou por baixo dele.

Depois do gol, o jogo deu uma esfriada. Na frente do marcador, o Bahia passou a valorizar a posse de bola, enquanto o Figueirense tentava chegar ao ataque, mas com a saída de Willian, lesionado, o time visitante perdeu um pouco de sua força ofensiva.

Empate do G4
Mesmo sofrendo muitas investidas do ataque do Bahia, o Figueirense conseguiu o empate. Aos 35 minutos, Lucas cobrou falta com força, a bola desviou na defesa do Bahia e sobrou limpa para o atacante Reinaldo, que fazia sua estreia pelo Figueira, deu um toque simples e empatar o jogo.

No final da partida, o Bahia tentou pressionar para conseguir a vitória, mas a falta de tempo e o desgaste físico, principalmente, impediram qualquer tentativa de mudança no placar pelo time da casa.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo no próximo sábado, no mesmo horário, às 16h10. O Bahia enfrenta o ASA, no estádio Coaracy da Mata, em Arapiraca, enquanto o Figueirense encara o Icasa, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

FICHA TÉCNICA

Bahia-BA 2 x 2 Figueirense-SC

Local: Estádio do Pituaçu, em Salvador-BA
Público: 14.314 pagantes
Renda: R$ 287.470,00
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha-GO
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva-GO e Marco Antonio de Mello Moreira-GO
Cartões amarelos: Jael (Bahia); Ygor, João Filipi, Coutinho, Roberto Firmino (Figueirense)
Gols: Rodrigo Gral, aos 30’/1T e aos 10’/2T (pênaltis) (Bahia); Willian, aos 13’/1T e Reinaldo, aos 35’/2T (Figueirense)

Bahia
Renê; Bebeto (Jael), Vagner, Nen e Ávine; Fabio Bahia, Élder, Ananias, Rogerinho e Moraes (Vander); Rodrigo Gral (Leandro Bonfim).
Técnico: Renato Gaúcho

Figueirense
Wilson; Lucas, João Filipe, Roger Carvalho e Juninho; Ygor, Coutinho, Maicon e Fernandes (Roberto Firmino); William (Marcelo Nicácio) e Reinaldo (Jeovânio).
Técnico: Márcio Goiano