Bahia-FS, de virada, conquista o Campeonato Baiano

Embora tenha começado a partida perdendo por 1 a 0, e atuando fora de casa, o Bahia de Feira não se intimidou e venceu o Vitória na base da garra, pelo placar de 2 a 1, e conquistou o seu primeiro título de campeão baiano, interrompendo a hegemonia do Vitória que já durava quatro anos.

Bahia de Feira jogou melhor no BarradãoO Bahia de Feira repetiu o feito do Colo-Colo, em 2006, e desbancou o Vitória em pleno Barradão, juntando-se ao próprio time de Ilhéus e ao Fluminense de Feira como únicos campeões baianos de fora da capital.

A partida começou muito movimentada e, apesar do Vitória ter começado ligado desde o primeiro minuto de jogo, o Bahia de Feira foi quem levou perigo na partida. Aos dois minutos, Diones carregou bem a bola mas, quando entrou na área, acabou sendo travado pela defesa rubro-negra e a redonda sobrou fácil para Viáfara fazer a defesa.

Aos sete minutos, o técnico Antônio Lopes já teve que fazer uma substituição e tirou Eduardo Neto, com uma lesão muscular, e colocou Léo. O jogador, na sua primeira participação, deu um belo passe para Nikão, que chutou cruzado e a bola passou raspando na trave do goleiro Jair.

O Bahia de Feira levou novo perigo aos 12 minutos, quando Alysson cobrou falta com violência e obrigou o goleiro Viáfara a fazer uma excelente defesa, cedendo escanteio para a equipe de Feira de Santana.

A resposta do Vitória foi mais eficiente. Geovanni cobrou falta com perfeição e colocou no ângulo, por cima da barreira, abrindo o placar para o Rubro-Negro, colocando o time mais próximo do pentacampeonato.

O Leão teve a chance de matar o jogo no primeiro tempo, aos 43 minutos, quando Elkeson aproveitou a bobeira do sistema defensivo do Bahia de Feira mas, na hora de concluir, buscou o preciosismo e acabou perdendo a oportunidade de colocar o Vitória mais próximo do título.

A chance desperdiçada por Elkeson acabou sendo sentida ainda mais pelo Vitória, pois aos 45 minutos, o Bahia de Feira acabou chegando ao empate. O gol da equipe feirense acabou saindo depois de uma cobrança de escanteio, quando João Neto desviou na primeira trave e o lateral esquerdo Alysson, em cima da linha, só teve o trabalho de colocar para o fundo das redes, igualando o marcador.

Aos três minutos, Mineiro fez uma boa jogada pelo lado direito e cruzou para área, mas a bola acabou desviando no marcador e acertou a trave do goleiro Jair, que ficou pedindo a saída e quase leva o segundo gol.

O Vitória voltou a assustar aos 10 minutos, quando Mineiro arriscou de fora da área e a bola acabou levando perigo ao goleiro Jair, que caiu e só observou a saída até a linha de fundo. O Bahia de Feira devolveu o perigo aos 13, quando João Neto cobrou falta com perigo e a bola passou por cima da trave.

Mesmo com o sufoco, o Bahia de Feira se manteve tranquilo e chegou ao segundo gol aos 21 minutos, quando João Neto entrou na área e chutou forte,vencendo o goleiro Viáfara e colocando o time de Feira de Santana na frente.

No minuto seguinte, Rildo acabou perdendo a oportunidade de empatar, quando acabou chutando em cima de Jair, que acabou defendendo a bola e impedindo o gol de empate.

O Vitória ainda tentou empatar o jogo aos 36 minutos, quando Neto Baiano acabou sendo derrubado na área, mas o bandeira já havia marcado impedimento e anulou a penalidade antes marcada.

No final do jogo o Bahia de Feira acabou dominando, fazendo com que o Vitória se desesperasse e tentasse a todo custo fazer o gol do empate, o que não ocorreu.

Ficha técnica:

Vitória (1): Viáfara, Nino, Alison, Reniê e Eduardo Neto (Léo); Esdras, Uelliton e Mineiro; Nikão (Rildo), Elkeson e Geovanni (Neto Baiano). Técnico: Antônio Lopes.

Bahia de Feira (2): Jair, Edson, Paulo Paraíba , Alex Alagoano e Alysson (Léo); Lau, Rogério, Diones e Bruninho; João Neto e Carlinhos (Alex Baiano). Técnico: Arnaldo Lyra.

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador
Data:
15/05/2011
Horário:
16h
Árbitro:
Cleber Wellington Abade (Fifa-SP)
Assistentes:
Roberto Braatz (Fifa-PR) e Erik Bandeora (Fifa-PE)