Bahia e Paysandu empatam no Mangueirão

O Bahia empatou com o Paysandu, nesta quarta-feira, por 0 a 0, no Mangueirão, em Belém/PA e não conseguiu eliminar o jogo da volta da segunda fase da Copa do Brasil. O Tricolor enfrentará novamente o time paraense, no estádio de Pituaçu, no dia 06 de Abril, na próxima quarta-feira, em Salvador.

No primeiro tempo, o Bahia teve mais volume de jogo, mas não conseguiu traduzir a vantagem técnica em oportunidades de gol. Em bom número, a torcida paraense empurrava o time da casa, que esbarrava na falta de organização.

Aos 26 minutos, numa jogada isolada na área do Bahia, o atacante Mendes se desentendeu com Titi e acabou dando um tapa na cara do zagueiro. O árbitro Sandro Meira Ricci expulsou o atacante, deixando o Bahia em vantagem numérica.

A torcida Tricolor imaginava um domínio maior a partir da expulsão de Mendes, mas viu a partida se equilibrar novamente aos 35 minutos, quando Ramon chegou duro em Alexandre Carioca e também recebeu cartão vermelho, deixando as duas equipes com dez homens.

As melhores chances de gol do primeiro tempo foram depois dos 45 minutos. Dodô avançou pela esquerda e demorou pra definir o lance, batendo na zaga do Paysandu. No lance seguinte, o artilheiro Rafael Oliveira quase marca de cabeça, por cobertura.

Na segunda etapa, o Bahia foi quem teve a primeira grande chance. Aos 12 minutos, o lateral-direito Marcos aproveitou bobeada da defesa paraense, entrou na área e bateu nas pernas do goleiro Alexandre Fávaro. O atacante Souza se desesperou após não receber passe do companheiro.

Aos 18 minutos, o técnico do Paysandu resolveu fazer uma dupla alteração, colocando o ídolo Zé Augusto e o volante Vanderson, velho conhecido da torcida baiana, por conta dos cinco anos seguidos defendendo o Vitória.

O Bahia voltou a ameaçar o gol de Fávaro aos 24 minutos, quando novamente Dodô avançou pela esquerda, limpou um zagueiro e bateu de direita, à esquerda do gol. Vágner Benazzi perdia a paciência com a inoperância de seu ataque e resolveu colocar Rafael no lugar do apagado Souza.

No restante da partida, o Tricolor baiano até pressionou bastante, principalmente pelas laterais, mas não conseguiu furar a defesa do Papão, que se retraiu nos minutos finais, principalmente depois da alteração do técnico Sérgio Cosme, que resolveu tirar o xodó Rafael Oliveira e colocar o marcador Sandro Goiano. Aos 46, Rafael ainda teve uma chance cara a cara, mas Alexandre Fávaro salvou o Papão.

Ficha Técnica:

Paysandu (0): Alexandre Fávaro; Sidny, Ari, Hebert e Elton Lira; Alexandre Carioca, Billy, Alisson (Vanderson) e Alex Oliveira (Zé Augusto); Rafael Oliveira (Sandro Goiano) e Mendes.
Técnico: Sérgio Cosme.

Bahia (0): Omar; Marcos, Thiego, Titi e Dodô; Marcone, Boquita, Hélder (Camacho) e Ramon; Souza (Rafael) e Robert (Zezinho).
Técnico: Vágner Benazzi.

Local: Estádio Mangueirão, em Belém (PA)
Data: 30/03/2011, às 21h50
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (FIFA/DF)
Assistentes: José Do Nascimento Júnior (DF) e Geison Mendes dos Santos (MA)