Bahia: de olho na liderança

De olho no clássico de domingo (12), contra o Vitória, e disposto a manter o tabu de nunca ter perdido para o adversário desta quarta-feira (8), em Pituaçu, o Bahia encara o Vitória da Conquista, às 20h30, cheio de problemas. Coelho e Lulinha estão vetados, enquanto Hélder será reavaliado pelo departamento médico.

Bahia

Para chegar no topo da tabela, o tricolor precisa vencer  e torcer por um empate ou tropeço do líder Bahia de Feira. A tarefa não será fácil. Para dificultar ainda mais, Eduardo Souza, que fará sua última partida como técnico interino, ganhou três problemas para escalar o time. O lateral-direito Coelho e o atacante Lulinha foram vetados pelo departamento médico. Gabriel e Reinaldo foram os escolhidos. Na lateral-esquerda, o volante Hélder, improvisado na posição, sofreu uma indisposição gastro-intestinal e preocupa. O jogador será reavaliado pelo DM, momentos antes do jogo, para saber se terá condições de atuar. Sem Hélder, o jovem William Matheus será o dono da camisa 6. O restante da equipe, que terá Zé Roberto, enfim regularizado, no banco de reservas, será o mesmo que derrotou o Itabuna, no último domingo (5).
Vitória da Conquista
Bem diferente do tricolor da capital, que não conseguiu repetir a formação uma vez no Baianão 2012, o Vitória da Conquista já chegou em Salvador praticamente definido pelo treinador Elias Borges, que não tem problemas de lesão ou suspensão. O Bode, que nunca venceu o Bahia fora de casa, usará a mesma formação que desbancou o Fluminense de Feira, no Joia da Princesa, em jogo válido pela sexta rodada.
Ficha Técnica:
Bahia x Vitória da Conquista
Data: 08/02/2012
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Horário: 20h30
Árbitro: Manoel Nunes Lopo Garrido (CBF)
Auxiliares: Adailton José Jesus da Silva e José Carlos Oliveira dos Santos
Bahia: Omar; Gabriel, Rafael Donato, Titi e Hélder (William Matheus); Fahel, Fabinho, Diones e Morais; Reinaldo e Souza. Técnico: Eduardo Souza.
Vitória da Conquista: Rodolfo, Zé Leandro, Sílvio, Lucivaldo e Carlinhos; Edmar, Junior Gaúcho, Mica e Gil; Maurício Pantera e Roni. Técnico: Elias Borges.