Bahia consegue vencer no Campeonato do Nordeste

A partida começou com a noite de Salvador fria, e mesmo com o Bahia tendo o maior  controle na posse de bola, porém todas as vezes que o Treze chegava para o ataque, levava perigo ao gol do goleiro Renê.

Tanto que os principais lances de perigo foram do Treze. O primeiro veio após uma boa jogada de Miltinho que cruzou na cabeça de Cléo. O atacante colocou na trave do goleiro Renê. Depois, no final do primeiro tempo, o time de Capina Grande teve outra chance, mas o arqueiro tricolor fez uma bela defesa e evitou o gol.

No segundo tempo, a chuva continuou e o futebol apresentado das duas equipes foi o mesmo, porém o Bahia começou com mais eficiência e abriu o marcador, após uma bela jogada de Maurício que driblou o adversário e colocou a bola no contra pé do goleiro Wanderson, abrindo o marcador.

No lance seguinte, Aleilson carregou a bola desde o meio de campo e foi até a entrada do goleiro Wanderson, porém desperdiçou a grande chance de colocar mais um gol na partida.
Depois, o tricolor fez uma blitz na área do Treze, porém na hora de acertar o gol, acabou pecando na finalização e a bola foi praticamente recuada pelo goleiro Wanderson.

Após essa blitz o Treze acabou tendo a chance de empatar a partida, depois de uma cobrança de falta violenta e que o goleiro Renê bateu roupa mas, para sorte do arqueiro tricolor, a bola saiu em escanteio.

No final da partida, o Treze chegou a marcar o gol de empate, porém o juiz marcou impedimento e a partida acabou com o triunfo do tricolor no estádio de Pituaçu.

Bahia 1 x 0 Treze
Campeonato do Nordeste – 7ª rodada

Data: 30/06/2010 (terça-feira), às 19h
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador
Arbitragem: Antônio Hora Filho (SE), auxiliado por Rubens Dos Santos Filho (SE) e Victor Oliveira Cruz (SE).

 Bahia: Renê; Vagner, Diego, Renê Santos (Pablo); Lenine, Leandro, Diego Corrêa, Mauricio e Edson Barbosa (Roberto); Aleilson e Itacaré (Jhulliam). Técnico: Lúvio Trevisan.

 Treze: Wanderson; Felipe Blau, Anderson, André Lima e João Paulo (Cleidson); Pio, Fernando, Rony Dias (Piva) e Miltinho; Cléo (George) e Vavá. Técnico: Marcelo Villar.