Bahia consegue 1º ponto na série A

O torcedor do Bahia se emocionou, gritou, roeu as unhas e no final da tarde deste domingo pôde saborear um empate com sabor de vitória no retorno do Tricolor à Série A do Campeonato Brasileiro após quase oito anos. Num Pituaçu completamente lotado, o Tricolor foi envolvido pelo favorito Flamengo, mas arrancou nos minutos finais o empate por 3 a 3.

O jogo começou tenso e pegado no meio campo, com o Flamengo tendo mais posse de bola na primeira etapa. Aos 8 minutos, a primeira chance. Omar pegou errado na bola e deu presente para Ronaldinho, que tocou para Wanderley chutar por cima do gol do Bahia.

Na primeira boa chegada do Bahia, o time de Renê Simões foi fatal. Aos 16 minutos, jogada confusa na área e Souza conseguiu atrapalhar a zaga flamenguista até que a Lulinha chegou de supresa para estufar as redes, fazendo explodir o caldeirão de Pituaçu, 1 a 0.

Aos 20 minutos, o Fla quase calou a festa da torcida. Galhardo era boa opção pela direita e apareceu livre para chutar cruzado e mandar pra fora. O atacante Wanderley quase conseguiu chegar para conferir. Aos 29, jogada idêntica e desta vez a torcida Rubro-negra comemorou. Galhardo entrou na área e cruzou na medida para Ronaldinho escorar e empatar o jogo 1 a 1. A bola ainda bateu caprichosamente na trave antes de entrar.

Na segunda etapa, o Flamengo voltou disposto a mudar o jogo e seguiu tendo maior posse de bola do que o Bahia. O domínio do time de Luxemburgo deu resultado logo aos 9 minutos. Thiago Neves tentou passar a bola para Wanderley, mas a bola sobrou para o argentino Botinelli dominar e bater com categoria para empatar novamente, 2 a 2.

Renê Simões via seu time ser envolvido pelo Fla e resolveu trocar o cansado Gabriel por Marcos, recuperado de um acidente automobilístico nas férias. Luxemburgo pressentia o seu time próximo da virada e colocou o jovem Diego Maurício no lugar de Wanderley.

Ofensivo, o time carioca chegou com merecimento ao terceiro gol. Aos 27, o “Drogbinha” Diego Maurício justificou a alteração de “Luxa”. Em jogada de linha de fundo, a cria da base do Flamengo tocou para o ex-Vitória Egídio bater de primeira e balançar as redes, 3 a 2.

Sem reação no jogo, o Tricolor viu suas chances diminuírem aos 30 minutos. Hélder impediu contra-ataque puxado por Botinelli e foi expulso após receber o segundo amarelo. Inferior numericamente, Renê Simões lançou no jogo Rafael “Gladiador” no lugar de Souza.

No restante da partida, o Flamengo relaxou e o rápido Jóbson mostrou novamente que sabe jogar bola. Maranhão carregou pelo meio e tocou para o ex-Botafogo entrar na área e bater forte, no canto direito de Felipe, dando números finais à partida, 3 a 3.

Bahia (3): Omar; Gabriel (Marcos), Thiego, Titi e Ávine; Fahel, Marcone, Hélder e Lulinha (Maranhão); Jóbson e Souza (Rafael). Técnico: René Simões.

Flamengo (3): Felipe; Galhardo (Jean), David, Welliton e Egídio; Willians (Fernando), Botinelli, Renato e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Wanderley (Diego Maurício). Técnico: Vanderley Luxemburgo.

Local: Estádio de Pituaçu

Data: 29/05/2011Horário: 16h

Árbitro: Cléber Wellington Abade

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse

fonte: arenanordeste.com