Bahia arranca empate contra o Palmeiras

O Palmeiras ficou em vantagem com gol marcado pelo chileno Valdívia, mas sofreu o empate com gol de Titi. Na saída do gramado, os torcedores puxaram o coro de “time sem vergonha”.

Com o empate, o Palmeiras chega aos 28 pontos e segue na sexta colocação, se distanciando dos primeiros colocados, que tem o Corinthians na liderança, com 37 pontos. Já o Bahia segue na zona de classificação para a Copa Sul-Americana de 2012. Com 20 pontos, o time baiano aparece na 13.ª colocação, ficando fora da degola.

Trave não é gol!
O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio, tendo o Palmeiras ligeiramente melhor. O Verdão mandou duas bolas na trave do gol do Bahia e esteve mais próximo do gol, mas foi o Bahia quem teve a primeira chance. Aos dez minutos, Titi cobrou falta com força e a bola passou à direita da meta de Marcos. Três minutos mais tarde veio a resposta palmeirense. Luan passou para Maikon Leite, que girou e chuta forte. A bola acertou a trave direita da meta baiana.

O Palmeiras continuou na pressão. Aos 18, Gerley cruzou para o meio da área, a bola passou por Marcelo Lomba e Maikon Leite chutou de primeira. O goleiro do Bahia se recuperou e fez grande defesa com a perna. Aos 29, Valdívia girou na entrada da área e chutou, mas o goleiro Marcelo Lomba fez nova defesa. O Bahia voltou a tentar aos 33, quando Diones pegou o rebote da zaga e chutou de primeira. A bola foi pela linha de fundo do Verdão.

Mesmo sem chegar muito ao campo de ataquer, o Bahia levou perigo ao goleiro Marcos. Aos 36, Jobson chutou da entrada da área e o goleiro palmeirense defendeu. O último grande ato de perigo no primeiro tempo foi a segunda bola palmeirense na trave. Aos 44, Kleber chutou com força pelo lado esquerdo e a bola acertou a trave esquerda da meta baiana. O goleiro Marcelo Lomba ficou só olhando.

Tudo igual!
No segundo tempo, o Palmeiras foi em busca do gol. Aos sete minutos, Kleber tocou para Valdívia, que ganhou a jogada e rolou para Maikon Leite. Já dentro da área, o camisa 7 chutou forte e a bola foi pela linha de fundo do Bahia. Dois minutos mais tarde, o Verdão abriu o placar. Cicinho recebeu pela direita e cruzou rasteiro. Valdívia se esticou, desviou e venceu o goleiro Marcelo Lomba.

O empate baiano poderia ter vindo aos 14. Carlos Alberto deu um chapeu em Gerley e cruzou. Jobson, sem marcação, errou a cabeçada e perdeu a chance. Aos 20, Marcos Assunção cobrou falta colocada e o goleiro Marcelo Lomba espalmou no canto esquerdo. No lance seguinte, o Tricolor empatou. Titi aproveitou cobrança de falta para o meio da área, desviou de cabeça e empatou o jogo no Canindé: 1 a 1.

A virada do Bahia quase veio aos 23. Carlos Alberto recebeu dentro da área, mas Marcos fechou o ângulo e fez a defesa para salvar o Palmeiras. Aos 30, Marcos Assunção cobrou falta pelo lado esquerdo, a bola bateu no gramado e ficou fácil para defesa de Marcelo Lomba. Aos 41, Kleber chutou cruzado, a bola passou por Lomba e Maikon Leite não conseguiu empurrar para o gol.

No final do jogo, uma chance para cada lado. Aos 46, Jones fez grande jogada pelo meio e chutou com força. O goleiro Marcos fez boa defesa e impediu o gol da virada. No lance seguinte, Valdívia ajeitou para Maikon Leite dentro da área. De frente para Lomba, o camisa 7 desviou e o arqueiro defendeu no canto esquerdo, fazendo defesa milagrosa.

Próximos Jogos!
Pela 18.ª rodada, os dois times voltam a campo no domingo. O Palmeiras terá pela frente o clássico contra o São Paulo, às 16 horas, no Estádio do Morumbi. Já o Bahia recebe o Santos, às 18 horas, no Estádio de Pituaçu, em Salvador.

Ficha Técnica

Palmeiras
1
x
1
Bahia
Fase
Única
Rodada
17ª
Data
18/08/2011
Horário
21h00
Local
Estádio do Canindé, em São Paulo-SP

Árbitro
André Luiz de Freitas Castro-GO

Assistentes
Fabrício Vilarinho da Silva-GO e Thiago Gomes Brigido-CE

Renda
Renda – R$ 178.695,0
Público
6.266 pagantes

Cartões Amarelos
Palmeiras:Thiago Heleno, Gerley, Kleber, Luan, Valdívia
Bahia:Carlos Alberto, Titi, Ávine

Gols
Palmeiras: Valdívia 9′ 2T
Bahia: Titi 21′ 2T

Palmeiras

Marcos;
Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Gerley;
Márcio Araújo (Chico), Marcos Assunção e Valdivia;
Luan (Tinga), Kleber e Dinei (Maikon Leite).

Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Bahia

Marcelo Lomba;
Marcos, Titi, Paulo Miranda e Ávine;
Fahel, Marcone, Diones (Jones) e Carlos Alberto (Ricardinho);
Jóbson e Júnior (Reinaldo).

Técnico: Renê Simões.