Bahia apenas empata e torcida protesta contra diretoria

O Bahia voltou a decepcionar a sua torcida  ao empatar com o Brasiliense, por 1 a 1, neste sábado à noite, no Estádio Pituaçu, no fechamento da 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os dois times  estão próximos na tabela. O Bahia, com 24 pontos, ocupa a oitava posição, enquanto o Brasiliense, com 19 pontos, está em 14.º lugar.

E o tricolor baiano escapou da derrota porque chegou ao empate aos 45 minutos do segundo tempo, quando sua torcida já tinha protestado bastante. Após cruzamento da esquerda, de Adriano, e desviou de cabeça de Aleilson, o goleiro Eduardo soltou uma bola fácil e Jael apareceu para completar para as redes.

Mais domínio
Vindo de derrota para o Coritiba, por 2 a 0, e atuando diante de sua torcida, o Bahia se mostrou mais nervoso, cometendo muitos erros nos passes. Disso se aproveitou bem o Brasiliense, bem armado no meio-campo e dono da ações durante o primeiro tempo.

Mesmo assim, as duas melhores chances de gol foram os baianos. Numa delas, num chute de Ávine e outra numa falta cobrada por Jancarlos. Em ambos os lances o goleiro Eduardo espalmou.

Gol no começo
Para transformar o melhor futebol do visitante em vantagem bastaram sete minutos do segundo tempo. Após escanteio cobrado, com efeito, por Iranildo, o zagueiro Moacri se antecipou no primeiro pau e desviou de cabeça no meio de dois marcadores.

O Bahia apertou a marcação e diminuiu os espaços, mas continuava intranqüilo como ficou evidente aos 13 minutos. Jael recebeu sozinho na grande área e bateu cruzado, de perna esquerda, mas para fora.

Gestos obscenos e protestos
E o meia Rogerinho, em noite de pouca inspiração, ainda saiu de campo fazendo gestos obcenos para a torcida aos 20 minutos ao ser substituído por Aleilson.

A torcida do Bahia, com o passar do tempo, também foi ao desespero. Chamou o técnico Márcio Araújo de burro e pediu a cabeça do presidente Marcelo Guimarães. Aos 45 minutos, meio sem graça, a torcida não sabia se comemorava o gol de empate marcado por Jael. ele aproveitou a largada de Eduardo e apenas empurrou para as redes.

Próximos jogos
A 16.ª rodada será toda disputada na terça-feira à noite. O Bahia vai enfrentar, de novo, em casa, o América-MG,que venceu o Guaratinguetá, por 3 a 1. O Brasiliense, na Boca do Jacaré, em Taguatinga, vai recepcionar a Portuguesa, que perdeu nas últimas duas rodadas, para Náutico e Ponte Preta, ambos por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA

Bahia 1 x 1 Brasiliense

Local: Estádio do Pituaçu, em Salvador-BA
Renda: R$ 156.167,50
Público: 7.053 pagantes (8.226 total)
Árbitro – Edilson Ramos da Mata-MT
Cartões amarelos: Cicinho, Eduardo e Deda (Brasiliense). Vander (Bahia).
Gols: Moacri, aos 7’/2T (Brasiliense). Jael, aos 45’/2T (Bahia)

Bahia
Renê; Fábio Bahia, Alison, Nen e Ávine (Adriano); Marcone (Jancarlos), Bruno Octávio, Morais, Rogerinho (Aleilson) e Vander; Jael.
Técnico: Márcio Araújo.

Brasiliense
Eduardo; Cicinho, Moacri, Dezinho e Jônathas; Deda, Ruy Cabeção (William), Schmoller, Ferrugem (Alison) e Iranildo (Djavan); Enilton.
Técnico: Roberval Davino