Publicidade


Atacante do Boca critica árbitro por causa de VAR: ‘Devem ter muito crédito no telefone’

Atacante do Boca critica árbitro por causa de VAR: 'Devem ter muito crédito no telefone'

Foto: Reprodução / Twitter

O atacante Ábila criticou o árbitro brasileiro Raphael Claus após a derrota do Boca Juniors para o River Plate por 2 a 0, na noite desta terça-feira (1º), no Monumental de Núñez, pelo jogo de ida da semifinal da Libertadores. O ex-jogador do Cruzeiro se irritou principalmente com o lance de pênalti do lateral Más no atacante Borré que abriu o placar. Ele ironizou as decisões do juiz e ainda alfinetou os atletas do time adversário.

 

“Foi um jogo incomum. Sabíamos que Borré, Palacios e De La Cruz treinam para simular faltas. Sempre, em cada fase, houve um pênalti para o River”, disse. “E sempre chamam ao VAR. Devem ter muito crédito no telefone. É difícil assim. Ele usa duas medidas diferentes”, completou.

 

Ábila continuou as críticas ao árbitro Raphael Claus. Para ele as decisões do juiz influenciaram no resultado final da partida. “A arbitragem influenciou no resultado. Marcou um pênalti que ninguém reclamou. Passaram quatro minutos (até a revisão do VAR). Isso te predispõe de outra maneira. Até soubemos controlar isso e criamos algumas situações”, declarou.

 

Boca e River vão se reencontrar no próximo dia 22 de outubro, na Bombonera, pelo jogo de volta da semifinal. O Millonario pode perder por até um gol de diferença para garantir vaga na decisão e se marcar um gol obriga o adversário a fazer quarto a mais. Já os Xeinezes, precisam da vitória por 2 a 0 para levar a disputa para os pênaltis. Para ficar com a classificação direta, terá que ganhar por três ou mais tentos a mais do que o rival.

Fonte: Bahia Notícias