Artilheiro do ano: Anselmo passa em branco e vê Bruno Rangel aproximar

O último final de semana teve um jejum geral no topo da artilharia do Prêmio Friedenreich. Mas no meio de semana, Bruno Rangel deixou sua marca pela Chapecoense, no empate por 2 a 2 contra o Santa Cruz, pela Série A, e se desgarrou do pelotão que vinha atrás de Anselmo para ficar sozinho na vice-liderança, com 22 gols, e encostar no líder, que apesar da goleada do Fortaleza por 4 a 1 sobre o Remo passou em branco e continua com 23.
O artilheiro até que tentou ampliar sua vantagem no Friedenreich. Aos 22 do primeiro tempo, ele acertou uma cabeçada na trave após bela defesa de Fernando Henrique. Aos 35, Anselmo recebeu na área e deu um toque para o gol, mas Renato Justi tirou em cima da linha. Logo aos três do primeiro tempo Daniel Sobralense abriu o marcador. O empate do Remo veio aos 26, com Renato Justi. O Tricolor do Pici voltou a ficar à frente no marcador aos 36. Corrêa ampliou aos 24 da etapa final, e Juninho deu números finais a goleada aos 38.
Os melhores colocados que balançaram as redes neste final de semana foram Nenê, do Vasco, e Gênesis, do Boa Esporte-MG. O vascaíno marcou um dos gols na vitória por 3 a 2 sobre o Oeste, na Série B. Pela Série C, Gêneis abriu o placar na vitória do Boa sobre o Ypiranga por 2 a 0.
Bruno Rangel, Kleber, Robinho, Rodrigão e os demais concorrentes pelo topo do Friedenreich terão uma oportunidade de ouro para diminuir a vantagem, empatar ou até mesmo passar o artilheiro Anselmo. Como o jogador do Fortaleza recebeu o terceiro amarelo em sequência da Série C no jogo contra o Remo, está suspenso e não joga no próximo domingo, pela 18ª rodada, quando o Tricolor do Pici recebe o América-RN.

Fonte :Ge