Publicidade


A justiça não deve ter mais atenção que o futebol, diz presidente do STJD

“A justiça desportiva tem que saber o seu lugar”. Essa é a opinião do jurista Caio César Vieira Rocha, presidente do STJD desde julho de 2014.
Nas últimas temporadas, não foram poucas as vezes que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF foi criticado por interferir negativamente no andamento do Campeonato Brasileiro. Penas pesadas a jogadores e a clubes, incluindo o rebaixamento da Portuguesa em 2013, marcaram o futebol nacional nos últimos anos.

Conteúdo Folha.com