Virou novela: Fluminense diz não e Muricy Ramalho não assume a Seleção

Após ser convidado para ser o novo técnico da Seleção Brasileira, Muricy Ramalho foi para as Laranjeiras, onde se reuniu com dirigentes do Fluminense. O treinador, que não chegou a se pronunciar, se dirigiu em seguida para o campo realizar um treinamento, e em entrevista coletiva foi anunciada a sua permanência no clube. O presidente Roberto Horcades foi quem deu a notícia.

– A posição oficial do Fluminense tem que ser dada. O treinador Muricy vai continuar no clube cumprindo o contrato como deve ser. Pessoas do nível do Muricy são necessárias no futebol – disse ele.

O presidente do patrocinador do clube, Celso Barros, tomou a palavra em seguida e garantiu que o treinador vai ter o contrato renovado até dezembro de 2012.

– Deixamos combinados a renovação do Muricy Ramalho até dezembro de 2012. E como ele sempre disse que é uma pessoa de cumprir os contratos e já tinha deixado apalavrado com o Fluminense para ficar até fim de 2012, vai cumprir o contrato – disse Celso Barros.

Celso Barros elogiou a atitude do treinador de cumprir a palavra de permanecer com o Fluminense.

– Ele é uma pessoa de cumprir contrato e já estava apalavrado com o Fluminense. Estamos no início do trabalho com o Muricy, que esperamos que seja longo e vitorioso – disse Celso Barros.

O presidente do patrocinador do Fluminense garantiu que Muricy Ramalho não pediu para ser liberado para assumir a seleção brasileira.

– Ninguém pediu (para romper o contrato). O presidente da CBF não pediu para liberar. Procuramos respeitar o contrato que ele tem até o fim do ano. Existe uma palavra – disse Celso Barros.

O vice de futebol, Alcides Antunes, disse que não aceitaria dividir o treinador até o fim do ano com a seleção brasileira.

– O Ricardo Teixeira já deu a posição dele. E a nossa posição é que o Muricy dirigisse só o Fluminense. Se o Fluminense pudesse liberar o Muricy, nós faríamos. Mas não temos interessenenhum de liberar o Muricy. É um projeto, não só para agora. Ele está muito feliz aqui – disse Alcides Antunes, vice-presidente de futebol do Fluminense.

O Tricolor queria que ele ficasse até o fim do ano dividindo os cargos, mas a CBF gostaria que Muricy assumisse imediatamente. No fim, prevaleceu o desejo do Fluminense.

– A posição do clube é que não vamos liberá-lo de modo algum – disse o vice de futebol tricolor, Alcides Antunes, à TV Globo, antes da coletiva.

Antes mesmo do anúncio oficial, informação de bastidor já dava conta de que Muricy teria optado pela permanência nas Laranjeiras, atendendo ao desejo da diretoria.

– O cara não vai aceitar, não – disse uma pessoa ligada a Muricy

fonte:   globo.com