Roger revela metas do Bahia até o fim do Brasileirão e faz alerta sobre G-6: “Tem que saber lidar”

Com a vitória por 2 a 0 sobre o Avaí na noite desta segunda-feira, o Bahia deu passo importante na luta por uma das vagas na Libertadores em 2020. O resultado na Ressacada, na noite da última segunda-feira, fez Tricolor chegar a 37 pontos e subir para o 6º lugar na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Resta ao clube agora competência para manter a posição e confirmar a classificação.

Embora tenha destacado que o grande objetivo do Bahia no Brasileirão é conquistar uma das vagas na Libertadores, o técnico Roger Machado explica que, antes, a equipe tem metas imediatas a cumprir.

– [A Libertadores] Sempre foi [um dos objetivos]. A gente tem objetivos a curto, médio e longo prazo. Não adianta falar em Libertadores agora. Dificilmente ela vai se decidir da terceira rodada para o final. O nosso objetivo a curto prazo é manutenção na Primeira Divisão. A médio prazo, a Sul-Americana. A longo prazo, o nosso objetivo é estar na Libertadores, não tenha dúvida disso – disse Roger.

O primeiro desafio do Bahia para manter a posição no G-6 acontece no próximo sábado, quando o Tricolor enfrenta o Athletico-PR, na Arena Fonte Nova. Para Roger, este é o momento de saber lidar com a situação do time na tabela.

“A partir desse momento, tem que saber lidar com o fato de ter entrado no G-6, não jogar com a confiança de estar no G-6, com receio de perder a posição que a gente conquistou, porque isso vai nos tirar a tranquilidade. A humildade é o escudo dos bons, pés no chão e enfrentar os adversários como enfrentamos hoje, com muito respeito independente do momento dele”, completa Roger.

O jogo contra o Athletico-PR está marcado para este sábado, às 19h (horário de Brasília).

Fonte: Globo Esporte

Foto: Divulgação/Bahia