Prestes a completar 100 jogos, Gregore agradece ao Bahia: “Abriu as portas para mim”

Contratado como uma aposta em 2018, Gregore ganhou espaço no Bahia e, na segunda temporada com a camisa tricolor, já acumula números de um veterano. Neste sábado, contra o Athletico-PR, na Arena Fonte Nova, ele completará 100 jogos com a camisa do Bahia. Do time titular, apenas o zagueiro Lucas Fonseca tem mais partidas pelo clube que o volante. A marca foi tema da coletiva realizada na tarde desta quarta-feira, no Fazendão.

Gregore afirmou que tem uma dívida com o Bahia. Antes de chegar ao Tricolor, o volante atuava pelo time sub-23 do Santos e tinha pouca projeção nacional. Pela equipe baiana, disputou pela primeira vez a Série A do Campeonato Brasileiro, e , logo na primeira edição, foi o atleta com maior número de roubadas de bola do torneio.

– Relação é de muita gratidão pelo clube, que abriu as portas para mim para o cenário do futebol. Meu primeiro campeonato grande foi no Bahia. Gratidão. Estou muito feliz com essa marca. Agradeço a todos os treinadores que passaram aqui. Espero conquistar coisas muito grandes com essa camisa – afirmou o meio-campo.

No centésimo jogo, Gregore terá pela frente um adversário conhecido. Bahia e Athletico se enfrentaram cinco vezes desde que o volante desembarcou no Fazendão. O retrospecto é de três triunfos para a equipe paranaense, uma vitória baiana e um empate. Apesar do histórico, o volante descarta o sentimento de vingança.

– Revanche, a gente não pensa muito. A gente está vindo numa linha de pensamento importante, buscar o G-6, conseguimos entrar. Temos que lidar bem com isso. Manter concentração para alcançar coisas maiores, porque acho que este ano a gente vai conseguir coisas muito boas ainda.

Contra o Athletico, o Bahia tem a chance de se firmar no G-6 e até subir na tabela. Para Gregore, esse é o primeiro passo para um Tricolor que tem grandes aspirações na temporada.

– Pela maturidade que a gente está alcançando. Dentro do grupo, partida a partida, a gente viu evolução. Nossa meta é estar entre os seis neste ano. Esse jogo era muito importante para entrar no G-6 ter confiança de estar entrando. Agora ter muita concentração para se manter nesse nível do campeonato – concluiu.

A partida entre Bahia e Athletico está marcada para 19h (de Brasília). Os ingressos estão à venda. O GloboEsporte.com acompanha o jogo em tempo real, com vídeos dos principais lances.

Confira outras declarações de Gregore

Torcida vai comparecer no sábado?
– A Fonte Nova fica lotada a maioria dos jogos. É a confiança do torcedor na equipe, no clube, vendo o clube em uma crescente. A gente dando resultado em campo a torcida vai adotar o estádio, como sempre fez.

Pedido de Roger por marcação
– Ele não pede para a gente parar as jogadas. Mas, quanto mais zagueiros e goleiros estiverem protegidos, menos gol a gente vai tomar. Pessoal da frente vem ajudando muito, já minimiza o ataque desde lá da frente. Quando eles chegam na zaga, já chegam com a bola meio mastigada para fazerem um desarme já sem a falta. Por isso, a gente está tomando poucos gols.

Meta para 2019
– Desde quando o professor chegou, meta dele já era essa, conseguir passar isso para a gente. A gente está conseguindo isso dentro de campo. O Bahia, pelo tamanho e pelo que vem fazendo, G-6 é pouco ainda.

Fonte: Globo Esporte

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia