Presidente da FBF faz balanço de gestão e comenta uso do VAR no Baianão de 2019

O presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, está se despedindo da entidade. O atual vice, Ricardo de Lima, assume no próximo dia 16 de janeiro. Presente no lançamento do Campeonato Baiano de 2019, nesta quarta-feira (9), o dirigente fez um balanço dos 16 anos como gestor da FBF.

“Muito trabalho, muita transparência, imparcialidade… Isso nos deu o aval de todos os filiados em quatro mandatos por aclamação. É uma marca significativa. Em muitas ocasiões tive a vontade de não continuar, mas os próprios filiados pediam que eu estivesse à frente da entidade. Procuramos fazer de uma forma simples e dando equidade a todos. O futebol baiano tem os mesmos direitos. Sabemos da importância de todos os clubes. Interiorizamos os campeonatos, assim como a arbitragem. Muitos árbitros chegaram do interior e isso foi importante. Só tenho a agradecer. Saio tranquilo, sem nenhuma mágoa”, avaliou em entrevista ao Bahia Notícias.

O mandatário também comentou a novidade da edição do Campeonato Baiano deste ano, que receberá o árbitro de vídeo (VAR) nas finais.

“Pedimos a autorização da Fifa e da CBF, isso é o futuro. Fará com que os equívocos de arbitragem sejam diminuídos. O VAR vem para somar e acredito que em todas as competições serão utilizadas nos próximos anos no Brasil”, analisou.

 

Após deixar a FBF, Ednaldo fará parte da gestão de Rogério Caboclo na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ele será um dos vice-presidentes da entidade nacional, a partir do dia 15 de abril.  

Foto: Leandro Aragão / Bahia Notícias

por Leandro Aragão / Gabriel Rios