Paysandu abre 2 a 0, mas Náutico busca empate, vence nos pênaltis e garante acesso à série B de 2020

Há vitórias e vitórias – e há conquistas e conquistas. A do Náutico, neste domingo, contra o Paysandu, foi da maior possível. Daquelas que definem uma geração de torcedores – a ser lembrada por muitos e muitos anos. Do tipo que, se contada em um roteiro de filme, soaria inverossímil. Até 20 minutos do segundo tempo, o Timbu perdia por 2 a 0 para o Papão dentro dos Aflitos, que já estava tomado por aquela estupefação que acomete o torcedor quando o jogo parece perido. Foi aí, no entanto, em que o Timbu se agigantou. Fez da adversidade, força. Diminuiu com Álvaro, pressionou pelo segundo gol e o encontrou nos minutos finais, com pênalti bem cobrado por Jean Carlos. Na disputa de pênaltis que se seguiu ao empate, foi a vez de Jefferson brilhar e fazer o estádio explodir de alegria. O Timbu – com muita luta e emoção – está de volta à Série B.

Além do acesso garantido, o Náutico segue na competição e aguarda o vencedor do duelo entre Juventude e Imperatriz, que se enfrentam nesta segunda-feira, para conhecer seu adversário na semifinal da Série C – datas e locais dos confrontos ainda serão definidos pela CBF. Já o Paysandu se despete do Brasileiro, mas ainda tem calendário: tem as quartas de final da Copa Verde para disputar. O Papão enfrenta o Bragantino-PA nos dias 11 (em Belém) e 18 de setembro (em Bragança).

Fonte: Globo Esporte