Marcelo Chamusca classifica empate como ruim e critica arbitragem: ‘Coisas estranhas’

O Vitória empatou em 2 a 2 com o Confiança, nesta quinta-feira (14), no Batistão, em Aracaju (SE), válido pela sexta rodada da Copa do Nordeste. O técnico Marcelo Chamusca classificou o resultado como ruim, apesar de sua equipe ter jogado com um atleta a menos em boa parte do jogo por conta da expulsão de Rodrigo Andrade.

 

“Resultado foi ruim pela nossa condição de tabela, pelo momento, tinha necessidade de voltar a vencer, tinha toda condição para fazer isso hoje. Começamos muito bem e abrimos 1 a 0, depois começamos a errar, fazer muita ligação direta”, afirmou.

 

O comandante rubro-negro ainda criticou a arbitragem por conta de um pênalti inexistente em cima de Felipe Lima no primeiro tempo após um desarme de Wesley Dias.

 

“Algumas coisas estranhas, marcação de um pênalti onde o atleta nosso toca só na bola, em nenhum momento toca no adversário. Depois conseguimos equilibrar as ações, mas teve a expulsão do Rodrigo Andrade. Aí o jogo se torna muito mais difícil. Reagimos até bem, viramos 2 a 1, tentamos organizar a equipe no segundo tempo, aí mais uma vez com uma felicidade muito grande do adversário, os caras conseguem fazer um gol de falta com uma certa distância”, completou.

 

O Vitória volta a campo no domingo (17) para encarar o Fluminense de Feira, às 16h, no Barradão, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Baiano. Na Copa do Nordeste, o próximo duelo é contra o ABC, sábado (23), no Frasqueirão, em Natal (RN).