Justiça nega recurso e mantém apreensão de passaporte de Ronaldinho Gaucho; entenda

O STJ (Supremo Tribunal de Justiça) negou um recuso pedido pelo advogado de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão e empresário Assis Moreira para anular a apreensão do passaporte de ambos.

Os dois foram condenados devido a uma construção ilegal realizado em 2015, em uma área de preservação ambiental na orla do Rio Guaíba, no Rio Grande do Sul e tiveram seus passaportes confiscados como forma de acelerar o pagamento de uma indenização de 8,5 milhões de reais.  Ronaldinho e Assis estão proibidos de deixar o país ou renovar seus documento enquanto não sanarem a dívida.

Fonte:Bnews