Fórmula 1 adia o GP da China devido a epidemia de coronavírus

Fórmula 1 adia o GP da China devido a epidemia de coronavírus

Foto: Divulgação / F-1

Mais um evento esportivo na China foi adiado devido a epidemia de coronavírus. A Federação Internacional de Automobilismo (Fia) anunciou na manhã desta quarta-feira (12) que vai definir uma nova data para a realização do GP de Xangai. A prova estava prevista para o dia 19 de abril, quarta etapa do Mundial, mas só deve acontecer próximo do final da temporada 2020.

 

“O GP da China em 2020 foi adiado devido ao novo surto de coronavírus. Tendo em vista a contínua disseminação do coronavírus e após discussões com a Federação Chinesa de Automóveis e Motocicletas (CAMF), a Administração de Esportes de Xangai e a Juss Sports Group, promotora do Grand Prix, solicitou oficialmente o adiamento da prova. A FIA, junto com a F1, decidiu aceitar o pedido”, afirmou a entidade através de nota.

 

O diretor esportivo da F-1, Ross Brawn havia descartado troca do GP da China por outra no calendário deste ano. Por isso, a decisão pelo adiamento da corrida é para preservar o público, pilotos e funcionários das equipes, dando mais tempo para que o problema do coronavírus seja resolvido no país. A antecipação do anúncio é devido a logística das equipes da categoria em realizar as viagens para as disputas das etapas do calendário.

 

Uma das possibilidades de data para o GP da China é após a corrida de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, marcada para o dia 29 de novembro, etapa que encerraria a temporada 2020. A última vez que acontecimentos externos afetaram a Fórmula 1 foi em 2011. O GP do Bahrein, que abriria o Mundial, foi cancelado em meio aos protestos políticos no país.

 

SURTO DE CORONAVÍRUS
Até esta quarta já foram confirmados 44.7730 casos de coronavírus na China. Deste total, 1.114 pessoas morreram por causa do vírus Covid-19. As autoridades chinesas recomendaram a suspensão de eventos esportivos no país até que a epidemia seja controlada.

Fonte: Bahia Notícias