Edcarlos ignora vantagem do empate na Copa do Brasil: “É ir, vencer o jogo e classificar”

Na quarta-feira (13), o Vitória enfrenta o Moro Club, no Maranhão, pela 1ª fase da Copa do Brasil. Com a mudança no regulamento da competição, o jogo de volta foi extinto e o time visitante tem a vantagem do empate nesta fase.

Porém, empatar não está nos planos de Edcarlos. “O Vitória tem sempre que pensar positivo. O Vitória é um time grande e independentemente de onde jogue tem que pensar em ser favorito, entrar para grande. Nós sabemos que a competição tem regulamente e temos que pensar nisso. Não vamos para empatar porque quem entra para empatar perde. O pensamento é ir, vencer o jogo e classificar”, disse.

Otimista, o capitão aponta o empate no BaVi como o divisor de águas para o Rubro-Negro crescer na temporada. “Sempre antes de clássico, e com o Ba-Vi não é diferente, costuma ser divisor de águas para as equipes. Começamos o ano desacreditados pelo ano passado, mas mais por parte do torcedor e imprensa. Nós que estamos aqui no dia a dia, no trabalho, sabíamos que a nossa evolução acontecia naturalmente, como vem acontecendo. Estamos longe ainda do ponto que podemos alcançar, mas depois do BaVi deu confiança a mais não só para a gente, mas para o torcedor também estar nos apoiando e próximo da gente”.

Sobre sua ausência e de outros titulares na partida contra o Bahia de Feira, o zagueiro avaliou como importante para a sequência da temporada. “O professor Marcelo vem fazendo um trabalho nesse sentido de não sobrecarregar alguns atletas e ao mesmo tempo dar oportunidades aos outros que não estão atuando com tanta frequência. Isso tem sido bom, e as duas equipes estão dando resultado e resposta positiva. Isso é importante para o crescimento do clube, que todos vão estar em um patamar bem legal”.

Por fim, o jogador parabenizou a equipe que foi a campo no empate. “Resultado positivo, alguns atletas conseguiram se destacar apesar do campo de grama sintética que dificulta um pouco. O grupo deu resposta positivo e isso dá mais confiança para o professor”.

Fonte:Bnews