Edcarlos fala de reformulação no Vitória e admite fracasso no primeiro semestre

As eliminações na Copa do Brasil, no Campeonato Baiano e, por último, na Copa do Nordeste resultou numa reformulação no elenco do Vitória, iniciada (veja aqui) nesta sexta-feira (12). Experiente, o zagueiro Edcarlos disse que os jogadores já estavam cientes que as mudanças iriam acontecer e que é algo normal em time grande quando o resultado positivo não acontece.

 

“Sabemos que a partir do momento que os resultados não vem, principalmente em time grande, é assim. Primeiro sobrou para o Marcelo Chamusca e, consequentemente, depois vai sobrar para os atletas. Tem que ter mudanças. O torcedor não quer saber se essa peça está se adaptando. Time grande tem que ter resultado. Foi confiado para a gente, no momento de contratação, vir para resolver e nós não conseguimos. Então, nós sabemos que tem mudanças, elas vão existir. Não sei ao certo ainda quem foi ou quem vai ser, eles estão para definir isso ainda. Mas nós já sabemos, ele já conversou com a gente que vai ter essas mudanças. Alguns jogadores já vão ser comunicados e estamos na expectativa. A gente sente, porque são amigos, colegas de profissão que vão sair, outros vão chegar, mas sabemos que isso faz parte. Temos que estar focados no objetivo maior que é iniciar bem a Série B e aproveitar esse tempo que vamos ter para treinar forte”, afirmou na entrevista coletiva.

 

Edcarlos ainda falou do planejamento do Leão neste primeiro semestre. Segundo ele, as apostas feitas pelo clube não deram certo e alertou que o período para fazer experiências passou. Para ele, o time precisa se preparar bem para o verdadeiro desafio da temporada que é a disputa da Série B do Brasileiro. A estreia do Rubro-Negro baiano na competição nacional está marcada para o dia 27 de abril, um sábado, às 11h, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, fora de casa.

 

“Todas as equipes fazem um planejamento que pode dar certo como não. As apostas que a diretoria fez, o pensamento era um, de tentar ver bastantes jogadores, os mais jovens, se limitou um pouco nas contratações para dar oportunidade também àqueles que estavam aqui do ano passado. Foi uma aposta. O primeiro semestre foi negativo para a gente, temos consciência disso, está todo mundo incluso nisso, independente daqueles que vieram ou que permaneceram, estão inclusos nisso. Mas eu procuro ver as coisas sempre na parte positiva também. Tem coisas boas na equipe também e nós temos que procurar trabalhar forte nesse período que vamos ter até o início da Série B, que é o nosso objetivo maior. E o tempo que teve para fazer escolhas para fazer testes ou o que seja, já passou. Agora, na minha opinião, começa verdadeiramente à vera. O objetivo maior do clube é a Série B e agora é aproveitar esse tempo para treinar forte para iniciar a Série B”, disse.

 

No ano passado, Edcarlos ajudou o Goiás a conquistar o acesso. Apesar de ter começado mal a Série B de 2018, o time goiano se recuperou e conseguiu atingir o objetivo. Experiente também na competição, o zagueiro fez um alerta ao Leão, que se continuar apresentando o mesmo comportamento em campo como no primeiro semestre, as coisas serão bastante complicadas para ficar com uma das quatro vagas na Série A do Brasileirão de 2020.

 

“Eu tive uma experiência não muito boa no início da Série B do ano passado. Venho frisar que a gente tem que entrar forte. É uma competição muito difícil, são jogos duros e difíceis. Se nós entrarmos da maneira que nós estamos jogando, infelizmente, não vamos conseguir o nosso objetivo. Mas tenho certeza que nós vamos guardar esse primeiro semestre. Não temos que esquecer, porque foi negativo, dizer que acabou, zerou e começar do zero não. Tem que estar vivo nas nossas cabeças o que aconteceu no primeiro semestre para a gente não repetir agora na Série B, porque vai ser uma competição muito mais difícil ainda do que foi essas três que não conseguimos êxito”, finalizou.