Com Amadeu, Vitória dá salto em aproveitamento como visitante, mas mantém números em casa

O triunfo sobre o Vila Nova, em Goiânia, na última terça-feira, fez o Vitória ganhar mais tranquilidade até o próximo jogo na Série B do Campeonato Brasileiro, daqui a dez dias, contra o Guarani. Com o resultado, o Vitória se distanciou de um adversário direto na luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. De quebra, manteve invencibilidade de sete jogos sob o comando de Carlos Amadeu, quando deu salto de aproveitamento como visitante. O rendimento como mandante, porém, não mudou.

Com Amadeu, o Vitória disputou três jogos fora de casa e conquistou dois triunfos e um empate, o que significa 77,7% de aproveitamento. Com a 21ª rodada da Série B ainda no início, o time rubro-negro subiu para o 13º lugar entre os melhores visitantes. Até a 15ª rodada, a equipe tinha o pior aproveitamento nesse quesito na competição. Posição obtida pelo baixo aproveitamento na primeira parte da Série B.

Antes da chegada de Amadeu e, portanto, com Cláudio Tencati e Osmar Loss, o Vitória tinha disputado oito jogos fora de casa e conquistado apenas dois pontos: 8,3% de aproveitamento.

Por outro lado, o aproveitamento do Vitória dentro de casa não mudou com Carlos Amadeu. Apesar de estar invicto com o treinador, o Rubro-Negro disputou quatro jogos no Barradão e conquistou um triunfo e três empates, que significa aproveitamento de 50%. Neste momento, a equipe tem a 11ª campanha como mandante.

O aproveitamento atual é igual ao de antes da chegada de Amadeu. Na ocasião, o Vitória disputou seis jogos, com três triunfos e três derrotas (50% de rendimento).

E a equipe rubro-negra tem oportunidade de melhorar os números no próximo jogo. No dia 14 deste mês, o Vitória enfrenta o Guarani, lanterna da Série B, no Barradão. O jogo está marcado para as 16h30 (horário de Brasília).

Fonte: Globo Esporte

Foto: Letícia Martins / EC Vitória / Divulgação