Bottas terá que vencer por mérito próprio, diz Hamilton

Lewis Hamilton não planeja dar vitórias de mão beijada ao seu companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, apesar de já ter conquistado seu quinto título de Fórmula 1.

O britânico venceu nove das 19 corridas da temporada até o momento, mas Bottas, que vem obedecendo as ordens da equipe para ajudar Hamilton, ainda não triunfou nenhuma vez.

Indagado no Grande Prêmio do Brasil se deixaria o finlandês vencer se pudesse, Hamilton disse aos repórteres que a decisão caberia à Mercedes.

“Não acho que ele irá querer isso, ele vencerá uma por conta própria, à sua maneira”, acrescentou o piloto de 33 anos, que conquistou seu novo título no México no mês passado com duas corridas de antecedência.

Bottas venceu três corridas para a Mercedes no ano passado ao substituir Nico Rosberg, campeão mundial aposentado em 2016.

No ano passado ele largou na pole position no Brasil e em Abu Dhabi, as últimas duas provas da temporada, vencendo a última adiante de Hamilton.

“Um dos momentos mais difíceis do ano para mim foi na Rússia”, disse ele na Cidade do México, referindo-se a uma corrida em que Bottas foi instruído a lhe dar passagem para que ele vencesse.

“Temos um respeito muito grande um pelo outro… é a melhor parceria em termos de respeito e trabalho de equipe dos pilotos que já existiu na Fórmula 1, provavelmente.”

SÃO PAULO (Reuters)